APRENDENDO A JOGAR

Como é o Summoner’s Rift de League of Legends

Se você está pensando em começar a jogar League of Legends, não tenha dúvidas: o primeiro passo é conhecer Summoner’s Rift, a Fenda dos Invocadores. Este é o mapa clássico de LoL e a maior referência quando falamos de partidas competitivas no mundo dos eSports, colocando 2 equipes compostas por 5 Campeões cara a cara para uma disputa que se desdobra por múltiplos caminhos, fases e regiões. Após muito suor, o objetivo final será a destruição do Nexus inimigo.

Conhecendo o layout do Summoner’s Rift

O mapa tem um formato praticamente quadrado, sendo espelhado diagonalmente entre as bases das duas equipes rivais – o objetivo da Riot Games é o mais perfeito equilíbrio de forças. As duas metades são divididas por um rio, com ligações pelas laterais extremas e pela ponte central.

Cada lado é composto por três rotas principais de acesso, além das selvas mais ao centro. Ao longo de cada uma dessas rotas estão duas Torres de Defesa (por equipe), que atacam constantemente os minions inimigos que ousarem avançar em direção à sua base.

Já as bases contam com três inibidores (construções que impedem o adversário de criar os Super Minions), duas torres de defesa do Nexus e uma Fonte dos Campeões, cuja função é proteger aqueles que caíram em combate e acabaram de ressurgir no mapa (o famoso respawn).

Começando a partida

A primeira coisa que os times devem se preocupar em fazer ao começarem uma partida é farmar Ouro para comprar itens mais poderosos, obtendo vantagem sobre o adversário quando o combate de verdade começar. A forma mais “fácil” é matando os minions e campeões inimigos que percorrem as rotas.

Procure por unidades fora de posição ou descobertas pelas suas respectivas torres de defesa. Tome o cuidado de não avançar demais sobre o território inimigo sozinho para não ser surpreendido por Campeões à espreita na Selva.

As criaturas da Selva

Fora das lanes principais, Summoner’s Rift é dividido em quatro selvas principais. As selvas são habitadas por uma série de monstros de comportamento neutro, o que significa que eles não atacarão o seu guerreiro a menos que você os ataque primeiro. Contudo, você receberá uma série de buffs (aumentos temporários de status) por derrotá-los.

Estes monstros se dividem em acampamentos menores. Os buffs mais notáveis são obtidos após derrotar Rubrivira e Azuporã. O primeiro confere ao seu campeão um efeito de cura ao longo do tempo, além de fazer os seus ataques básicos causarem lentidão e dano (também ao longo do tempo) aos oponentes.

Já a derrota de Azuporã reduz o tempo de recarga das suas habilidades, de quebra aumentando a quantidade de regeneração de Mana do seu personagem. Outros monstros menores incluem os Lobos, Raptores e Krugs, cada qual dando ao jogador um tipo de vantagem, sendo indispensáveis para quem quer sobreviver em batalha.

Desafie os poderosos Dragão e Barão Na’Shor

Avançando para o rio, os jogadores encontrarão na porção inferior do mapa o poderoso Dragão. Dotado de ataques devastadores e uma quantidade significativa de vida, ele deve ser encarado em equipe, podendo facilmente massacrar campeões que se atreverem a invadir seu território sozinhos.

Antes dos 35 minutos de partida eles surgirão como variações elementais, mudando a cada respawn. Depois, você terá que encarar o Dragão Ancião, dotado de um poder de ataque bem mais elevado. De acordo com a página oficial, esta é a ordem de buffs recebidos ao assassinar as criaturas:

  1. Poder do Dragão: aumenta o Dano de Ataque e o Poder de Habilidade;
  2. Ira do Dragão: aumenta o dano que você causa às torres e estruturas adversárias;
  3. Voo do Dragão: aumenta a sua Velocidade de Movimento;
  4. Dominância do Dragão: causa mais dano às tropas e monstros;
  5. Aspecto do Dragão: duplica todos os efeitos anteriores e ainda por cima faz com que seus ataques incinerem os oponentes (dano por fogo).

Já o segundo grande Monstro de Summoner’s Rift é o Barão Na’Shor (Nashor), uma espécie de serpente das águas que até hoje é classificado como a mais poderosa das criaturas neutras existentes em League of Legends. A recomendação da desenvolvedora é de encará-lo com os cinco guerreiros do time ao mesmo tempo.

Summoner’s Rift passou por duas grandes atualizações

Ao ser derrotado, ele derrubará o item Mão do Barão, que concede um aumento de Ataque e de Poder de Habilidade muito expressivo, além de reduzir drasticamente o tempo de retorno. Aliados próximos ganham mais ataque, velocidade de movimento, alcance e de quebra ainda sofrem menos dano com ataques dos rivais.

Em constante evolução

Summoner’s Rift já teve um visual bem mais poluído. Com o passar dos anos, a Riot Games ajustou os gráficos do mapa de modo que você preste atenção na Interface e nas habilidades dos Campeões em primeiro lugar, ficando o cenário realmente em plano de fundo, sem causar distrações aos competidores.

Outro fator que facilita a localização em batalha é o uso de temas específicos para cada quadrante das florestas de Summoner’s Rift, dando uma indicação clara aos jogadores de onde eles se encontram. A região em torno do Barão, por exemplo, apresenta um grau de destruição bem maior, evidenciando o perigo que os jogadores correm.

A base leste é tematizada com imagens de corujas, enquanto a base oeste foi inspirada nos cervos. Ao todo, Summoner’s Rift passou por duas grandes atualizações, uma na primeira e outra na quarta temporada. E mais delas virão, com o objetivo de manter o jogo com aquela sensação de “novo”.

Se você chegou até aqui e quer saber mais sobre League of Legends, confira também nossos guias sobre a Campeã Yuumi e os modos Twisted Treeline e Proving Grounds. Boas batalhas e que vençam os melhores guerreiros!

Loja 2AM Gaming

Fonte: League of Legends, Dutchman 1715